Alter ego

É que um detox tecnológico às vezes faz bem

  Nunca me considerei uma viciada no telemóvel, mas alguns gestos são mais ou menos automáticos: abrir a caixa de e-mail logo pela manhã, dar uma vista de olhos nas capas dos jornais e espreitar, ao de leve, o que se passa nas redes sociais (instagram e facebook, leia-se). É quase tão mecânico como tomar… Continuar a ler É que um detox tecnológico às vezes faz bem

Alter ego

Eu e a minha nova amiga, cujo nome ainda desconheço

Não sei dizer, com precisão, qual a razão que nos levou a conversar pela primeira vez. Talvez porque alguém (ou algo) nos alertou para o facto de sermos conterrâneas. Ou por mera empatia, à primeira vista. Mas a verdade é que começámos. Começámos e não parámos. Falamos de tudo um pouco. Das filhas dela, do… Continuar a ler Eu e a minha nova amiga, cujo nome ainda desconheço

Alter ego

Bora lá comemorar, à séria, o dia dos amigos e da família?

Nada contra mas, só nos últimos meses, já me apercebi de umas três comemorações do Dia dos Irmãos – será que há um por mês e ninguém me informou disso? E a cada um deles o ritual repetiu-se: as redes sociais inundaram-se de fotos de irmãos, meios-irmãos, irmãos do coração, e afins. No dia dos… Continuar a ler Bora lá comemorar, à séria, o dia dos amigos e da família?

ilustres convidadas

O que é essa coisa chamada amor-próprio?

Laura Alho *   Diz-se que nos devemos amar primeiro e acima de todas as coisas. Todavia, a maior dificuldade do ser humano reside em amar-se a si próprio sem se tornar arrogante, pretensioso ou egoísta, achando-se que é o dono da verdade e a última pérola do oceano. Diz-se que devemos saber o que… Continuar a ler O que é essa coisa chamada amor-próprio?

Alter ego

Será que os dias passam mesmo a correr?

Maria José Santana O tempo voa”. “Os dias passam a correr”. São expressões que usamos com frequência. Talvez até em demasia, atendendo a que muitas vezes as proferimos como uma espécie de desculpa pelo adiamento do café ou almoço que ficámos de marcar com aquele amigo especial. Verdade seja dita: o tempo não voa; o… Continuar a ler Será que os dias passam mesmo a correr?

Alter ego

Às mulheres inspiradoras de ontem e de hoje

  Já lá vão uns 15 anos, mas aquele mega jantar de comemoração do Dia da Mulher nunca mais me saiu da cabeça. E pelos piores motivos. Por que raio é que alguém se lembrou de começar a celebrar uma data tão nobre (importa não esquecer que o dia 8 de Março pretende evocar uma… Continuar a ler Às mulheres inspiradoras de ontem e de hoje

Alter ego

Eu, o número 27 e os cigarros

  Sempre gostei muito do número 27. Apesar de não ser dada a superstições e a crendices, devo confessar que este número me provoca empatia. Porventura devido ao facto de ter nascido num dia 27, ou porque guardo memórias muito especiais dos meus 27 anos de idade (grandes conquistas pessoais e profissionais), mas a verdade… Continuar a ler Eu, o número 27 e os cigarros

Alter ego

Um viva às Antónias deste país e deste mundo

Uma das maiores riquezas que a profissão de jornalista me tem trazido, ao longo destes anos, passa, precisamente, pela possibilidade de ter acesso a pessoas e histórias que fazem (ou fizeram) a diferença, personalidades e episódios que merecem ser dados a conhecer. Pequenos ou grandes feitos que, de alguma forma, ajudaram a mudar vidas ou… Continuar a ler Um viva às Antónias deste país e deste mundo

ilustres convidadas

Há muitas Marias na Terra

Maria Gabriela de Sá *   No tempo em que nasci, mal as crianças do sexo feminino saíam do útero da mãe tinham, à partida, a aguardá-las, a maioria delas, um nome composto por duas palavras cuja primeira era invariavelmente “ Maria”. Maria Antónia, Maria Armanda, Maria Adelina, Berta, Clara, Dolores…e por aí adiante. Desde… Continuar a ler Há muitas Marias na Terra