Alter ego

Será que os dias passam mesmo a correr?

Maria José Santana O tempo voa”. “Os dias passam a correr”. São expressões que usamos com frequência. Talvez até em demasia, atendendo a que muitas vezes as proferimos como uma espécie de desculpa pelo adiamento do café ou almoço que ficámos de marcar com aquele amigo especial. Verdade seja dita: o tempo não voa; o… Continuar a ler Será que os dias passam mesmo a correr?

Alter ego

Às mulheres inspiradoras de ontem e de hoje

  Já lá vão uns 15 anos, mas aquele mega jantar de comemoração do Dia da Mulher nunca mais me saiu da cabeça. E pelos piores motivos. Por que raio é que alguém se lembrou de começar a celebrar uma data tão nobre (importa não esquecer que o dia 8 de Março pretende evocar uma… Continuar a ler Às mulheres inspiradoras de ontem e de hoje

Alter ego

Eu, o número 27 e os cigarros

  Sempre gostei muito do número 27. Apesar de não ser dada a superstições e a crendices, devo confessar que este número me provoca empatia. Porventura devido ao facto de ter nascido num dia 27, ou porque guardo memórias muito especiais dos meus 27 anos de idade (grandes conquistas pessoais e profissionais), mas a verdade… Continuar a ler Eu, o número 27 e os cigarros

Alter ego

Preparem as passas: 2018 está a chegar!

Até que 2017 foi um ano bem positivo, em termos pessoais. É verdade que sou uma dessas pessoas tenta sempre olhar para o lado bom das coisas, mas neste caso até que a “coisa” correu muito bem. Confesso que enquanto aqueles que mais amo estiverem por aqui, e com saúde, haverá sempre motivos mais do… Continuar a ler Preparem as passas: 2018 está a chegar!

Alter ego

Um viva às Antónias deste país e deste mundo

Uma das maiores riquezas que a profissão de jornalista me tem trazido, ao longo destes anos, passa, precisamente, pela possibilidade de ter acesso a pessoas e histórias que fazem (ou fizeram) a diferença, personalidades e episódios que merecem ser dados a conhecer. Pequenos ou grandes feitos que, de alguma forma, ajudaram a mudar vidas ou… Continuar a ler Um viva às Antónias deste país e deste mundo

Alter ego

Ela é obrigada a sorrir com vontade de chorar

De repente, o mundo dela virou-se ao contrário. O seu grande projecto de vida pessoal desmoronou-se. Mais grave do que isso: tudo aconteceu sem aviso prévio, com a rapidez e a brutalidade de um tsunami. Gostava de lhe poder aliviar a dor, mas a única coisa que está ao meu alcance é ajudá-la a suportar… Continuar a ler Ela é obrigada a sorrir com vontade de chorar