cultura&ócio

Museu da Vista Alegre faz 54 anos e quer fazer a festa connosco

É uma das grandes bandeiras portuguesas além-fronteiras e presença obrigatória nas mesas de quem aprecia porcelana de qualidade superior. A Vista Alegre é uma dessas marcas que já dispensa apresentações, dentro e fora de portas. Sem esquecer que a sua atractividade vai muito para além dos objectos que decoram as nossas mesas e salas: o lugar que alberga a histórica fábrica de porcelanas é, ele próprio, um atractivo turístico.

Situada no município de Ílhavo, a pequena aldeia industrial projectada por José Ferreira Pinto Basto – fundador da fábrica – é composta por um templo religioso (Capela de Nossa Senhora da Penha de França), um teatro (Laboratório das Artes), um hotel de cinco estrelas (Montebelo Vista Alegre Ílhavo Hotel) e um museu que está prestes a comemorar 54 anos.

Inaugurada em 1964, esta unidade museológica tem vindo a cumprir esse propósito de promover a apreciação e interpretação do património industrial da fábrica e ainda o percurso histórico da sua comunidade operária. Inclui colecções de porcelana, vidro, equipamentos industriais e utensílios técnicos, desenhos, fotografia, e colecções documentais.

 

 

Aos 54 anos, o Museu Vista Alegre revela uma vitalidade invejável – as recentes obras de melhoramento e ampliação das suas instalações aí estão para o comprovar – e está apostado em continuar promover a herança cultural da fábrica fundada em 1824.

Dias 16 e 18 de Junho, assinala mais uma festa de aniversário com actividades dedicadas ao tema da pintura a pincel – uma arte que define a marca desde a sua fundação – e um dia de entradas livres e gratuitas (dia 18, entre as 10h00 e as 19h30).

Além das renovadas salas de exposição, poderá visitar, integradas no circuito do Museu, a Capela em Honra de Nossa Senhora da Penha de França e a Oficina de Pintura Manual da Fábrica da Vista Alegre, onde terá a oportunidade de observar o minucioso trabalho de pintura cerâmica. E se nunca esteve por lá, aproveite para passear livremente pelo lugar da Vista Alegre, ficando a conhecer o Bairro Operário da Fábrica, testemunho da história da indústria em Portugal.

 

 

Créditos das fotos: Paulo Ramos

Deixar uma resposta