carreira&trabalho

Já ouviram falar do WOW 2017? Acontece em Outubro

Tomem nota das datas: 12, 13 e 14 de Outubro. Durante estes dias, Cascais acolherá um evento imperdível para quem quer inspirar-se, partilhar ideias, conhecimentos, e progredir na carreira. Chama-se Women of Wisdom Conference 2017 (WOW) e muito embora a designação destaque apenas o sexo feminino é dirigido a mulheres e homens, profissionais das mais variadas áreas de trabalho, que poderão trocar “conselhos, estratégias, colher mentoria e conhecimento que os ajude a progredir na sua carreira, na sua estratégia de vida, criando redes de apoio e parcerias”. Quem o garante é Linda Pereira, “chair” da WOW 2017.
Em Cascais, durante três dias, será criada “uma plataforma, ao vivo, de interacção entre aqueles que fazem e os que querem fazer, de modo a que a paridade e a igualdade de género seja um facto e onde se reconhece que ‘Business has no gender’”, acrescenta, ainda, a organizadora, que é também empresária. “Este evento é dirigido a quem? A todos os que queiram fazer coisas ou entrar no ecossistema das mudanças sociais e políticas, e que queiram contribuir para um mundo profissional mais justo e mais igual para todos”, realça Linda Pereira.
Muito embora o programa ainda não esteja fechado, as inscrições para a conferência já estão abertas – fica o aviso: é melhor não deixar tudo para a última, pois os lugares são limitados. Mas há já alguns pormenores e detalhes que são dados como certos. “Queremos um evento prático, educacional, com retorno imediato e soluções, que cada mulher que participe possa implementar de imediato”, garante Linda Pereira.
“Criámos um dia só de formação, chamado EDUThursday”, acrescenta a “chair”, a propósito do programa do primeiro dia. “Entre as 9 da manhã e as 7 da tarde, temos dois seminários por hora, sobre um vasto leque de temas, desde marketing nas redes sociais, como fazer ‘networking’, ‘soft skills’, como apresentar um ‘pitch’ para financiamento, como gerir a sua carreira, o que é a economia social, o que é o ‘design thinking’, entre muitos outros”, desvenda, ainda, a “chair” do WOW 2107. Cada participante inscreve-se nos seminários que quiser e no horário que pretender.
No segundo dia, sexta-feira, “seguindo o raciocínio de aprendizagem, temos vários oradores de relevo para partilharem segredos, técnicas e tácticas de carreira. Pela primeira vez em Portugal, juntam-se quatro diferentes associações para cada uma assumir um painel e comunicar com outras mulheres, ou homens, e deixar as suas contribuições”, revela a organizadora, acrescentando: “o primeiro painel será apresentado pela Women of Wisdom, o segundo pela Women In Business da Lisbon Business Connections, o terceiro pelas Chicas Poderosas e o quarto é ainda surpresa, mas vai ser importante…”.
O terceiro dia e último dia vai ser “dedicado à ‘Total Health Transformation’ e lida com temas de grande relevo sobre a saúde, o bem-estar físico e psicológico e envolve, além da educação, demonstrações de actividades como ioga, ‘mindfulness’, auto-confiança, meditação, etc…”, anuncia Linda Pereira.

Exigir mais e querer mais são palavras de ordem

Quem já teve a oportunidade de assistir a uma conferência de Linda Pereira sabe que ela é uma mulher inspiradora – nós já tivemos o prazer de a ouvir numa conferência das “Chicas Poderosas” – e um exemplo de empreendedorismo. E também uma incansável batalhadora contra o poder monopolizado pelos homens. Linda Pereira não tem dúvidas de que ainda há muito a fazer para mudar mentalidades e atingirmos a igualdade de oportunidades entre homens e mulheres, mas também vai deixando o aviso: “a primeira linha de batalha tem que ser nas próprias mulheres. Somos o nosso pior inimigo. Temos muitas barreiras culturais que nos impactam também a nós. Que nos impedem de dar o murro na mesa, exigir mais, querer mais, fazer ‘networking’…tudo tem prioridade a nós próprias”.

“O movimento ‘Women Helping Women’, que se está a alastrar pelo mundo, é uma prova positiva sobre o efeito das conexões e das redes… Em todos os aspectos e assuntos. Os ‘networks’ são instrumentais no desenvolvimento de capacidades de liderança, no alerta para oportunidades e até para a criação das mesmas e na obtenção de conselhos e orientação de outras mulheres ou homens que já fizeram esse percurso ou que conhecem o caminho”, destaca a empreendedora.

Em entrevista ao mulherdoleme, Linda Pereira foi ainda desafiada a deixar alguns conselhos a mulheres que estejam a tentar criar as suas próprias empresas e negócios. “Os conselhos que dou às mulheres são os mesmos que dou a homens ou a qualquer pessoa que tenha uma ideia em que acredita e paixão para a realizar. Formar-se, preparar-se, lembrar que empreendedor não é gestor. Rodear-se das melhores pessoas e dos melhores mentores, pedir ajuda, tentar, falhar, tentar de novo e falhar de novo. A melhor lição na vida é falhar e aprender o que não fazer na próxima vez. Arriscar e saltar sem medo e sem hesitações”, sugere. “Equipem-se de uma rede e ela trará grandes benefícios – é precisamente para isso que se deve ir a Conferências como a WOW17”, faz questão de vincar.

Linda Pereira na Conferência WOW de 2016

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s