ilustres convidadas

As mulheres fortes choram

Laura Alho *

 

Mulheres fortes choram… Porque são sensíveis.
A mulher forte é aquela que se levanta com os cabelos desgrenhados e com olheiras profundas de um cansaço acumulado. É aquela que se embeleza e que cuida de si para se sentir bem, antes de pensar sequer em agradar o mundo. É aquela que veste a capa imaginária de super-mulher para enfrentar os desafios e superar as dificuldades diárias. É aquela que faz ginástica e multiplica o seu tempo para estar com todos, mesmo quando isso lhe tira horas de sono e lhe aumenta as de trabalho pela noite dentro.
A mulher forte é elegante. É educada e mede as palavras. Observa e não julga precipitadamente. Tenta passar despercebida, mas acaba sempre por ser notada. Tem brilho próprio independentemente do que enverga ou do que possui. Vive com os olhos brilhantes e é de sorriso fácil, mesmo que esteja a sentir-se um caco por dentro.
A mulher forte entrega-se completamente. Vive de princípios e de valores. Sabe que as palavras têm poder e que são mutáveis. O que é hoje, amanhã pode não ser. Mais do que paixões, é de amores. Vive-os intensamente. Entrega-se sem reservas, mesmo que isso lhe custe meses ou anos de luto. Dá o que tem de melhor.
A mulher forte tem medo. Tem medo de não tentar, medo de se arrepender, medo de fracassar, medo de falhar com os outros. Mas não tem medo de cair no poço e de voltar a levantar-se. Já caiu outras vezes e sabe que sobrevive. É uma questão de escolher o atalho mais rápido para sair dele.
A mulher forte é determinada nos seus objectivos. É aquela que prescinde de saídas e de aconchegos para se focar em algo que lhe dá prazer e a faz sentir realizada. É capaz de se intoxicar em cafeína e chocolate para aguentar algumas noites árduas, mas quando sai de casa no dia seguinte, vai de coração cheio.
A mulher forte intimida. É atraente e interessante. Cativa muita gente, mas quando se dá a conhecer, só pessoas de carácter e de boa índole ficam na vida dela. Faz uma triagem inteligente, sem nunca afastar ninguém. Sabe que a vida é composta por mecanismos que aproximam e afastam naturalmente as pessoas que são para fazer parte da sua vida.
A mulher forte tem um coração enorme. Nele há espaço para todos. Acolhe inclusivamente quem está de passagem, quem a magoa, quem a faz sofrer. Mas não sabe viver de outra forma. É por isso que a fragilidade da mulher forte é o seu pilar e é o que a afasta da vulgaridade.
As mulheres fortes vivem intensamente. E choram quando retiram a sua capa de super-heroína à noite e quando deitam a cabeça na almofada, a sua confidente silenciosa e acolhedora. Ainda que o choro seja convulsivo, no dia seguinte, tudo está bem (mesmo que não esteja).
As mulheres fortes ouvem a sua voz da consciência e a voz do coração. São exigentes e ansiosas com o que ainda está por vir.
E eu sou assim. Com todo o orgulho.
A todas as mulheres fortes, o meu abraço bem apertado.

 

* A Laura Alho é escritora (se ainda não leram os seus romances, devem ler), investigadora académica e professora universitária. Uma verdadeira mulher do leme que nunca deixa de arranjar tempo para nos brindar com a sua escrita e as suas belas mensagens, como é o caso deste texto que nos autorizou a publicar no mulherdoleme.com

Anúncios

One thought on “As mulheres fortes choram

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s