viagens&gastronomia

Rumo a Madrid: uma cidade vibrante e multifacetada

É uma das principais capitais europeias e uma das cidades mais vibrantes do mundo. Falar de Madrid é falar de um destino que consegue aliar, na perfeição, propostas e atractivos para praticamente todo o tipo de turistas. Aliás, os apelos são tantos que será difícil falar de todos eles em apenas um artigo. Madrid é, definitivamente, um destino de excelência ao nível do património arquitectónico e histórico, mas também o é na área da cultura. E da “movida”, claro está, sem esquecer a componente gastronómica.
Para visitar a capital espanhola precisamos de uma dose extra de energia. Não só porque há muito para descobrir, mas também porque a cidade não dorme – ou se o faz é por muito poucas horas. E verdade seja dita, vai ser difícil conhecer e sentir Madrid em pleno numa visita mais curta. Importa não esquecer que a cidade alberga três dos mais importantes museus da Europa e do mundo – Museu Thyssen-Bornemiza, Museu do Prado e Museu Rainha Sofia -, e de visita obrigatória.
O primeiro alberga a famosa colecção Carmen Thyssen-Bornemiza que inclui obras de Van Gogh, Monet, Sisley, El Greco, Jan van Eyck, Courbet, Renoir, Pollock, Mondrian, entre outros. Já no Museu Rainha Sofia (nome da mãe do actual rei, Felipe VI), encontrará uma colecção de arte moderna ímpar, com obras dos grandes nomes da pintura espanhola do século XX – como Dalí, Picasso, Miró, Gris ou Tàpies -, mas também alguns artistas estrangeiros. Por último, mas não menos importante – muito pelo contrário – o Museu do Prado é detentor de uma das mais extraordinárias colecções de pintura do mundo, com grande destaque para a pintura espanhola do Siglo d’Oro e para as obras de Francisco Goya, mas também para grandes nomes do renascimento italiano ou da escola flamenga.

Há muito para sentir e saborear

Se Madrid tem muito para ver e observar, também é certo que esta é uma cidade onde vale a pena deixar-se levar pelas sensações e pelo prazer. Sem roteiros muito rígidos – este é, pelo menos, o nosso conselho -, importa sentir o pulso à vida madrilena, passeando pela Plaza Maior, Porta do Sol, Praça Cibeles, e pelas suas principais avenidas e artérias (Gran Via, La Castellana, entre outras). Sem esquecer, claro está, esse local do qual nunca nos cansamos: o Mercado de San Miguel. Fica o aviso: ir a Madrid sem passar por este mercado – situado bem próximo da Plaza Maior -, e degustar umas tapas e um bom vinho, pode revelar-se em erro crasso (acredite se quiser).
E já que estamos numa onda de degustação, fica, também, essa nota: é na capital espanhola que se encontra o mais antigo restaurante do mundo – título confirmado pelo Guinness Book of Records -, o “Sobrino de Botín”. Construído em 1725, é um dos espaços mais emblemáticos da cidade, não só pela qualidade da sua oferta gastronómica mas também pela sua história – que atravessa vários períodos importantes, como a Época do Iluminismo ou Guerra Civil Espanhola. Vale a pena reservar um almoço ou jantar no “Sobrino de Botín” e ter o prazer de estar num local que mereceu a visita de várias personalidades históricas e influentes, como foi o caso de Ernest Hemingway e F. Scott Fitzgerald. Com a mais-valia de poder degustar os melhores sabores da cozinha tradicional espanhola – o leitão (cochinillo) e cordeiro assado são considerados os pratos da casa, mas o menu também contempla as opções de lagosta, camarão, linguado fresco, até aos famosos calamares (preços a rondar os 30 euros por pessoa).

 

Outro dos grandes testemunhos de que Madrid é uma capital que tem muito para oferecer em termos de ócio e gastronomia passa pelo espaço Platea. Um local moderno, de visita obrigatória para quem não dispensa ouvir boa música enquanto degusta umas “tapas” e um bom vinho ou cerveja. Instalado numa antiga sala de espectáculos (antigo Cinema Carlos III), com entradas a partir das ruas Goya, Hermosilla e Marqués de Zurgena, o Platea autoproclama-se “o maior espaço europeu de lazer e gastronomia”. E ainda ninguém ousou desmenti-lo. De zero a dez, o Platea merece a nota mais alta, uma vez que proporciona, de uma assentada só, várias experiências, capazes de corresponder a vários gostos e bolsas: em cada um dos cinco pisos encontrará propostas diferentes, desde as tradicionais tapas a propostas mais elaboradas. Prepare-se: vai ser difícil escolher. Mas não deixe de fazer um brinde a Madrid!

5 thoughts on “Rumo a Madrid: uma cidade vibrante e multifacetada

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s